10 de janeiro de 2018

Cortabundas - O Maníaco do José Walter

Hoje venho falar pra vocês sobre uma HQ jornalística muito boa, de autoria do cearense Talles Rodrigues. A obra é uma reconstrução da história real de uma figura que aterrorizou os moradores do Bairro Prefeito José Walter, em meados dos anos 80, em Fortaleza: O Cortabundas. Disposto a resgatar as memórias sobre esses acontecimentos quase esquecidos e tão enevoados, Talles, tomou o caso como tema de seu TCC de jornalismo e o resultado é esta excelente obra. 


O próprio autor da obra nasceu e cresceu no bairro Prefeito José Walter, onde mora até hoje, e também é personagem na HQ. Assim, acompanhamos a trajetória do próprio Talles em busca de informações documentais e entrevistas com antigos moradores do José Walter e até com vítimas do Cortabundas.


A HQ nos leva a conhecer Fortaleza e o conjunto habitacional José Walter, dos anos 80, reconstruídos através de relatos de pessoas do bairro e de matérias de jornais da época, o que nos ajuda a entender o contexto e a atmosfera em que a história se passa e facilita a compreensão do que aconteceu na época, quem era o maníaco e o medo que despertou na população local.  

O Cortabundas era uma figura misteriosa que entrava nas casas do citado bairro durante a madrugada e fazia cortes com navalhas ou estiletes​ nas nádegas de crianças e jovens (sempre do sexo feminino), espalhando o caos na região. O pavor era maior devido pois apesar das “caçadas” e vigílias noturnas para pegar o Cortabundas, nunca se conseguia nada e o criminoso continuava a perturbar a “Twin Peaks cearense”. 



Ao todo, foram três anos de terror enfrentado pelos morados do conjunto José Walter que, conforme suas posses, iam se precavendo com grades e o que mais pudessem contra o maníaco. 

A HQ nos mostra o desenrolar do caso e as prisões efetuadas até a captura efetiva do homem por trás dos ataques. O criminoso confesso, no entanto, não pôde responder todas as questões e muito dessa história permanece enevoado.  


É interessante saber que hoje o caso tem ares de lenda urbana na capital cearense e, embora tenha sido notícia durante muito tempo nos jornais da época e uma preocupação real da população, muitos duvidam da existência do Cortabundas e atribuem a história ao imaginário local.  


  Recomendo bastante a HQ, que pode ser o primeiro TCC feito em quadrinhos do Ceará e que traz uma história real (embasada por relatos e documentos da época), mas que também é biográfica, de certa forma, o que contribui para que a história seja retratada de uma forma bem leve e até cômica, por vezes.


    Share on Facebook Tweet about this on Twitter Share on Google+ Pin on Pinterest Share on Tumblr Digg this Share on LinkedIn

0 comentários :

Postar um comentário