30 de abril de 2015

Retalhos, Craig Thompson

 Olá! Tudo bem por ai?

Tenho demorado muito a postar aqui, mas essas duas últimas semanas foram bem corridas pra mim e acabei me enrolando, espero conseguir postar direitinho a partir de agora! ^^ 

Então, partindo pro que interessa, a graphic novel que eu vou mostrar pra vocês hoje é o Retalhos, do Craig Thompson. Essa foi a segunda HQ que li na vida e foi amor à primeira página! Eu simplesmente me encantei e me identifiquei com Retalhos de uma forma impressionante.



           Para os que não conhecem quadrinhos ou não gostam, Retalhos é, sem dúvida, um ótimo jeito de começar. Apesar de, à primeira vista, assustar pelo tamanho (parece uma bíblia de tantas páginas), os quadrinhos tornam a leitura muito rápida e gostosa. Eu mesma o li em pouco mais de uma hora e logo que acabei, vi que agradeceria ETERNAMENTE ao Ricardo (marido) por ter me dado essa belezura de presente!

A arte gráfica de Retalhos é fantástica, toda em preto e branco, só papel e nanquim trabalhando juntos e construindo um mundo encantador. Dá pra ficar horas só se deliciando com os desenhos contidos nessa obra.
Retalhos conta a história do próprio autor, Craig Thompson, de sua infância até o começo da sua vida adulta. Ele retrata bem a relação de proximidade com seu irmão durante toda a infância e o distanciamento entre eles no começo da adolescência. Mostra também, sua timidez que sempre dificultava na hora de fazer amizades na escola, etc. Outra coisa interessante de ver, é a relação com sua família e com a religiosidade transmitida por ela e por todo o meio em que era inserido. Isso teve forte importância e influencia em seu crescimento.


Em dado momento, toda essa religiosidade acaba se contrapondo com seu desejo de desenhar. Essa dualidade entre a moral pregada pela religião e seus desejos, posteriormente, acabam tomando forma em uma garota, chamada Raina, que se torna seu primeiro amor. No decorrer da história, essa relação deles o ajuda em seu amadurecimento, a moldar o seu caráter, encarar de outra forma os aspectos que antes lhe deixavam tão inseguros, como a família, religião e escola.


O fato de ser autobiográfico já coloca na HQ um forte teor emocional, e Craig conta tudo com uma melancolia e uma sensibilidade que são capazes de nos fazer incorporar a história e não querer parar de ler. A forma romântica e poética como ele encara o primeiro amor nos arranca vários suspiros ao decorrer das páginas. A sinceridade com que os personagens nos são apresentados, Craig, o garoto tímido e inseguro, Raina a garota impulsiva e divertida, nos cativam facilmente e envolvem ainda mais na trama.
 
Eu particularmente adoro as partes onde ele retrata sua infância, principalmente as brincadeiras e aventuras com o irmão. Eu até hoje, vez por outra me pego lembrando do episódio da ‘gotinha de xixi’ e me acabo de rir.                                                                   
“Comovente, delicada, com desenhos maravilhosos e sinceridade dolorosa, pode ser a graphic novel mais importante desde Jimmy Corrigan.”  
                            - Neil Gaiman                                                                           
Além de receber essas palavras do Mestre dos Sonhos, essa graphic novel também ganhou o Prêmio Eisner (maior prêmio dos quadrinhos) em duas categorias: melhor álbum gráfico e melhor escritor/ artista. Já dá pra perceber que não é pouca coisa, não é mesmo?

             A edição brasileira saiu pelo Selo Quadrinhos na Cia. e custa em média R$ 35,00. O acabamento e o cuidado na edição são lindos, o papel é excelente e, apesar da capa ser brochura, é bem resistente. As edições em pdf, scans também são fáceis de encontrar, pra quem preferir.

Então, é isso, quem se interessou, não perca tempo e procure logo ler essa maravilha! ;)
 
Beijo e até mais! 



    Share on Facebook Tweet about this on Twitter Share on Google+ Pin on Pinterest Share on Tumblr Digg this Share on LinkedIn

10 comentários :

  1. Que capa mais lindinha... ^^
    Fiquei morrendo de vontade de ler.
    Adorei a dica!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Essa HQ é toda lindinha, Mone!
    Se você ler, vem aqui me dizer o que achou que vou adorar saber! ^^
    Beijo e té mais! =**

    ResponderExcluir
  3. Adorei a dica!
    Sou iniciante nesse universo das HQs e vc sempre dá ótimas dicas :)
    Bjim e até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, Quel! <3
      Muito obrigada pela força, sempre muito bom te ver por aqui!
      Beijão e té mais! ^^

      Excluir
  4. Uma obra de arte com certeza, eu amo HQs e pra mim o gráfico tem que partir do mesmo principio que a história, tem que me passar a mesma intencidade em cada palavra. E este está um espetáculo.
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Paola!
      Craig Thompson é um quadrinista muito cuidadoso, as obras dele sempre trazem essa harmonia do texto, ideia central e desenhos. Já leu o Habibi também? A parte gráfica é uma perfeição de encher os olhos!
      Beijim e té mais!

      Excluir
  5. Caramba! Que interessante!
    Essa parte da tirinha que comentou nossa visão sobre Deus me deu uma curiosidade em saber como terminaria...
    Adorei seu blog!

    http://memoriasdeumaguerreira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou! Fico muito feliz! :D
      É uma Hq bem legal de ler e bem rápida. Se você procurar e ler, me diz se gostou!
      Também adorei seu blog! Muita coisa legal por lá!

      Excluir
  6. Sempre me deparei com essa HQ na hora que ia comprar quadrinhos, mas nunca tive a curiosidade de adquirir. Até agora! Não sabia que essa obra realmente era tão boa assim, eu adoro ler obras que abordam o personagem mais intimamente, e ainda mais que é o autor, realmente ter realmente um "forte teor emocional". Depois da sua dica, vou adquiri-la na próxima compra com certeza ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho um apego especial por ela, então não consigo ser muito imparcial, mas acho que vale mesmo a pena. E o Craig Thompson é um excelente quadrinista e contador de histórias, que é muito bom conhecer. Outra HQ dele é Habibi que é fantástica também. Se achar em uma livraria e conseguir folhear, tenho certeza que você leva pra casa! hahaha
      Beijo, Vân! <3

      Excluir