16 de junho de 2016

Autores que Inspiram

Semana passada rolou um desafio bem interessante no facebook. Ele consistia em listar 15 autores que te influenciaram/ influenciam, de alguma forma (sem seguir, necessariamente, uma ordem de relevância) e tagear amigos para responderem a esse desafio também.

 Achei a ideia legal e resolvi trazer para cá a lista dos meus escolhidos e dizer bem resumidamente o porquê de cada um estar aqui. Para este post não ficar tão grande, vou listar aqui apenas 10 (talvez depois faça um com os outros 5).



Howard Phillips Lovecraft
 Vários aqui não serão surpresa para ninguém. Esse é o primeiro deles! 
Sou fã das obras desse autor e da vastidão que ele escreveu. Lovecraft foi precursor de um estilo que explora de forma magistral a insignificância da humanidade perante a grandeza do Universo(o horror cósmico). Acho sensacional sua versatilidade na escrita e a criatividade que teve para criar seu próprio Universo e seu panteão de Deuses Antigos, sempre com um pé tão fincado na realidade que a leitura de alguns de seus contos chega a ser perturbadora.

Edgar Allan Poe 
 Além dos maravilhosos contos de horror e mistério, Poe ainda foi responsável por criar um estilo. Ele foi e é referência para vários artistas, autores e leitores (que é onde me encaixo).
O primeiro livro de contos que li com essa pegada de mistério foi dele. Lembro que fiquei maravilhada com a forma com que ele consegue transformar coisas naturais e cotidianas em assombrosas e aterradoras.
Até hoje me surpreendo com alguns de seus contos e com a qualidade de sua escrita. Esse é um dos motivos pelos quais fiquei tão empolgada com o projeto #12MesesDePoe que rende posts mensais aqui no blog.

Neil Gaiman
Esse é outro que não poderia faltar na minha lista, tenho uma tattoo em homenagem a uma de suas obras e o próprio nome do blog foi também tem Gaiman como referência.
Acho esse autor simplesmente genial. Seu talento de mesclar o macabro com o lúdico é impressionante e a versatilidade com que consegue escrever (que vai de romances a contos, passando por roteiros e poemas) é fenomenal!
Por isso mesmo, Gaiman é um escritor que não para de produzir. Ele tem tanta coisa boa lançada e em tantos estilos diferentes que não é a toa que sempre aparece em algum post daqui. Ele é um daqueles exemplos de que quantidade e qualidade nem sempre são mutuamente exclusivos.

Alan Moore
Quem já leu alguma coisa do Alan Moore já sabe porque ele está aqui. Podia resumir tudo com a frase “Alan Moore is God”, mas vou falar um pouquinho mais...
Ele tem o toque de Midas pra literatura. Tudo que ele toca torna-se um tesouro. Ele foi responsável por obras geniais dos quadrinhos como Watchmen, V de Vingança, a reformulação do "Monstro do Pântano", a criação de John Constantine, a brilhante HQ “Do Inferno” que especula sobre a identidade e motivações de ‘Jack Estripador’ que é amplamente embasada em pesquisa, tendo quase 50 páginas só de referências.
Só pela “carteirada” você já deve ter entendido a importância desse sujeito, mas não é apenas pela genialidade de suas obras que Alan Moore é uma influência.
Ele tem uma forma bem peculiar de estilo e pensamento (como os gênios costumam ter). O autor vive numa cidade pacata e vê a arte (sua arte) como muito mais que um catalizador de dinheiro. Ele é terminantemente contra a reciclagem/ exploração exacerbada de obras e tem opiniões muito polêmicas a esse respeito. Allan Moore critica veementemente a indústria dos quadrinhos e do cinema pela falta de criatividade e pela onda crescente de remakes, reboots, revivals que exploram o que já foi feito ao invés de criar novas coisas. Suas opiniões podem ser meio radicais, mas não são embasadas em mentiras, não é mesmo?
Se você ainda não leu nada dele, tá perdendo muito tempo!

J. R. R. Tolkien
Tolkien dispensa apresentações. Acho que todo mundo conhece o criador de um dos maiores e mais fascinantes universos da literatura (e do cinema) e um dos principais responsáveis por moldar o gênero conhecido como “fantasia moderna”.
Nos jogos, especialmente RPGs, temos inúmeros que exploram o Universo criado por Tolkien. No cinema, as adaptações de seus livros, por Peter Jackson, ganharam 17 Oscars e revolucionaram a indústria cinematográfica. Na música, diversas bandas foram nomeadas em sua homenagem (Burzum, Cirith Ungol, Isengard, SilMarillion, citando algumas), além de vários discos e músicas inspiradas em suas obras (Summoning e Blind Guardian são duas bandas conhecidas por isso).
A imaginação e talento deste autor são uma grande inspiração e suas obras são referências para artistas e criadores dos mais diversos formatos de arte.

Marion Zimmer Bradley
Responsável por uma das sagas que mais me marcaram, essa é uma autora por quem tenho muito carinho. Acho a presença de mulheres fortes e bem diferentes umas das outras protagonizando a história bastante inspirador.
Na saga “As Brumas de Avalon”, ela conseguiu contar a história do Rei Arthur pelos olhos de mulheres. Esses livros me fizeram refletir e mudaram paradigmas meus sobre várias coisas, como religião e relação feminino/masculino, mesmo se tratando de uma obra ficcional.

Mary Shelley
Uma escritora a frente do seu tempo que, em sua obra prima, nos trouxe uma reflexão incrível do papel que temos no mundo e da essência do humano e do monstruoso.
Apesar de já conhecer a história e ter visto muitas referências e até filmes/ séries com seus personagens sendo retratados, eu só consegui ler “Frankenstein” ano passado. Fiquei maravilhada com o que li e só me arrependo de não ter lido antes.
Achei de um brilhantismo tão singular que mesmo muito empolgada não consegui falar dele de uma forma satisfatória, mas é algo que continua nos meus planos.  

Stephen King
Esse aqui já merecia ser citado só pela influência ‘por tabela’, imagine pelo seu prolífero e crescente legado.
King é um ícone das obras sombrias na literatura atual, é responsável por popularizar o estilo (terror) e passar sua influencia as mais diferentes mídias. Isso fez destes derivados também clássicos, como é o caso do filme de O Iluminado, Carrie a estranha e vários outros, além das bandas que têm músicas que lhe fazem referência/ homenagem que vão desde Ramones (Pet Sematary) a Anthrax (Breathing Lightning – A Torre Negra).

Isaac Asimov
Esse autor é um grande mestre da ficção científica e criador d'"As Três Leis da Robótica".  Suas obras têm enredos sensacionais e são muito bem escritas e desenvolvidas, de forma que o leitor se mantém empolgado durante a leitura e apaixonado a seu término.
Além de um domínio invejável da escrita, Asimov foi um visionário. Ele fez diversas previsões de tecnologias que se tornaram realidade, como a própria importância e potencial da internet (como você pode ver aqui). Na área da robótica previu, entre outras coisas, o surgimento de robôs com aparência semelhante à humana. 

Douglas Adams
Obviamente, o autor da Trilogia de Cinco mais foda do Universo não poderia ficar de fora! Dono de uma sagacidade impressionante, Douglas Adams mostrou fatos sobre a vida, o Universo e tudo mais de forma simples e divertida. O Guia do Mochileiro das Galáxias tem uma escrita sarcástica e inovadora que atraiu milhares de fãs. O reconhecimento é tanto que dia 25 de maio temos o “Dia da Toalha” em sua homenagem e ao objeto mais essencial aos que desejam fazer um ‘mochilão pelo Universo’.





    Share on Facebook Tweet about this on Twitter Share on Google+ Pin on Pinterest Share on Tumblr Digg this Share on LinkedIn

2 comentários :

  1. O que dizer dessa lista que mal aguentem ler tudo e já amei? Tive que voltar e ler o resto do texto, por que quando li a primeira vez, fui só passando e pensando: "Como pode isso? Eu gosto de todos os autores!" É difícil escolher só 15, né? Hahahaha
    Posso copiar a ideia e fazer no meu blog também? Gostei muito dessa tag :)

    Beijos, meu bem!
    www.vultuspersefone.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado mesmo escolher 15 apenas, mas o esforço vale a pena porque você consegue pensar melhor no porque eles foram escolhidos.
      Ficarei muito feliz em ver seu post com os autores que lhe inspiram/influenciam também, então, quando tiver pronto me marca lá, please! ;)
      Beijão e até mais, minha linda!

      Excluir